10 de julho de 2020

VOLTA AS AULAS NOS EUA

By Ricardo-127 Visualizações-Sem Comentários

Diretamente afetado pela pandemia mundial, o setor da educação tem sido um dos assuntos mais discutido nos últimos meses. Até maio, um levantamento da UNESCO mostrou que mais de 1,2 bilhões de alunos em todo mundo tiveram seus estudos impactados pela suspensão das aulas, mas graças a tecnologia uma grande porcentagem conseguiu retomar os estudos online. Enquanto no Brasil estuda-se a possibilidade de reabertura gradual das escolas a partir de setembro, alguns países adotaram medidas rígidas de higiene e segurança e tem retomado aos poucos o ensino presencial nos EUA a volta as aulas já está quase saindo do papel.

 

E como está nos EUA?

Já nos EUA, as universidades, após o cancelamento total das aulas presenciais e também implementação do sistema online, continuaram trabalhando com misto de insegurança e confiança de volta as aulas presenciais a partir de setembro.

Mas um decreto assinado pelo presidente americano recentemente, proibindo alunos internacionais de permanecerem no país, enquanto as aulas fossem somente online, acalorou esta discussão e levantou pontos importantes.

Os campus de universidades são locais de estudo, e também moradia da grande maioria dos estudantes vivem. Destes, cerca de 1 milhão são alunos internacionais, que impactam de forma expressiva não só o sistema de ensino mas também a economia.

 

Mas o que as Universidades pensam sobre?

No último dia 08, três importantes universidades americanas (Harvard, MIT e Northeastern) moveram uma ação para revisão da decisão presidencial, uma vez que: “Esta medida cria caos para os alunos internacionais e enfraquece o ensino superior Americano, que é uma das assinaturas mais fortes do nosso país”, disse Joseph E. Aoun, presidente da Northeastern. Ele também ressaltou que acredita num modelo flexível e hibrido como o da própria Northeastern, e também em valores como inclusão, internacionalismo e acessibilidade. “Principalmente nestes tempos difíceis, em que não podemos renuncia-los”.

Até uma decisão final ser tomada, quanto a alunos internacionais nos EUA, e frente a todas estas discussões uma coisa temos certeza: de que o sistema de ensino precisará de apoio remoto e que o “ensino híbrido” (que une o presencial e o online) é uma das apostas para o aprendizado de alunos de todas as idades durante e após a pandemia. A expectativa é que, após essa utilização em massa, os estudantes e instituições adotem e aprimorem o modelo com base nas experiências atuais.

Quer ler a matéria sobre o que a EI Brazil e seus alunos acham sobre a ameaça de Trump que saiu no Jornal ESTADÃO? clique aqui.

Fique atento em nossas redes sociais e a nossas novidades.

Dúvidas e sugestões? Entre em contato conosco no e-mail: contato@eibrazil.com.br

Nos deixe um comentário!

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese
× Olá, como podemos te ajudar?